seletiva internet - parceiro

TECNOLOGIA

Prêmio Franz Jaster é oportunidade para desenvolvimento do jornalismo científico

Premiação dos primeiros colocados acontece hoje, na Colônia Vitória, Entre Rios

Sexta-feira, 06 de dezembro de 2019

Imagem aérea do Winter Show, autoria do fotógrafo Rodrigo Disnei (jornal "Fatos do Iguaçu"), um dos finalistas do Prêmio Franz Jaster deste ano

O Prêmio Franz Jaster de Comunicação surgiu da necessidade de divulgar o Winter Show, o maior evento de cereais do Brasil, promovido anualmente pela Cooperativa Agrária, e está refletindo no avanço do jornalismo científico em Guarapuava e outras regiões. Neste ano, com o prêmio em sua sétima edição, a Diretoria de Imprensa da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), responsável pela organização e seleção dos trabalhos, registrou a inscrição de 61 reportagens de diferentes veículos, numa evolução constante de participantes e também da qualidade na abordagem técnica dos temas.

Realizado pela Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária (FAPA), o Winter Show é uma avançada feira de tecnologia do segmento agrícola, com especial ênfase para as culturas de inverno. Neste ano, uma das novidades foi o lançamento da semente de cevada Imperatriz, a primeira a ser considerada “genuinamente suábia”, em alusão à origem étnica dos agricultores europeus que colonizaram Entre Rios há 68 anos.

As características da Imperatriz e o crescimento da pesquisa em torno das cultivares de cevada nas áreas cultivadas pela Agrária, em quase meio século de melhoramento genético, foram abordados em reportagem publicada pelo Paraná Central – um dos cinco finalistas do Prêmio Franz Jaster na categoria Jornalismo Impresso e On Line, com o tema “Imperatriz, a cevada cervejeira do futuro”, assinada pelo jornalista Paulo Esteche.

ABORDAGEM CIENTÍFICA

O desafio para os jornalistas é o mesmo que se impõe para as empresas, produtores e melhoristas, em transmitir informações sobre o desenvolvimento do setor, seja com detalhes técnicos de um ou mais produtos, como também relacionados à conjuntura econômica, mercado ou mesmo de aspectos históricos. É a responsabilidade de se comunicar com a comunidade científica e com o público em geral.

“Falar sobre esses temas é também promover a localidade e, sobretudo, valorizar a vocação do município”, afirma a professora Ariane Pereira, diretora do Departamento de Imprensa da Unicentro e coordenadora do Prêmio Franz Jaster, lembrando que “um dos motores da economia de Guarapuava e região” são os cereais de inverno.

Além de Jornalismo Impresso e On Line, a premiação envolve Assessoria de Imprensa, Fotografia, Material Televisivo, Reportagem Radiofônica e Universitários. Em relação ao ano passado, o número de inscritos na edição atual aumentou 50% (de 40 para 61).

A premiação para os três primeiros colocados de cada categoria será realizada na noite de hoje (dia 6), às 19 horas, na Akademie Ireks & Agrária, na Colônia Vitória, em Entre Rios.

O prêmio é uma homenagem ao agrônomo alemão Franz Jaster, um dos fundadores da Estação Experimental da Agrária em 1970, época em que a Agrária procurava saídas para a monocultura do trigo e encontrou no plantio direto e na rotação de culturas uma alternativa que se consolidou. Franz Jaster trouxe sua vasta experiência como preservacionista combinada à necessidade de a Agrária aumentar a rentabilidade com mais produção/produtividade e eficácia no combate a doenças e pragas.

A partir de 1995, com a criação da FAPA, as pesquisas avançaram ainda mais, hoje sendo referência para todo o Brasil, em parceria com instituições nacionais e internacionais. Um dos “xodós” dos geneticistas é a semente Imperatriz, símbolo de todos os estudos de laboratórios e de campo já realizados ao longo deste meio século.

Jornalista entrevista pesquisador Noemir Antionazzi, da Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária, durante a realização do Winter Show. Foto de Rodrigo Disnei ("Fatos do Iguaçu)

Veja a relação dos profissionais e veículos classificados

A categoria Assessoria de Imprensa, criada nesse ano, tem como finalista a Secretaria de Comunicação de Guarapuava, com a publicação “Variedade de cevada do WinterShow beneficia produção dos cervejeiros artesanais do Caminhos do Malte”, da jornalista Ana Ligia Sena.

A categoria Fotografia teve 15 trabalhos, de oito veículos de comunicação, inscritos e seus finalistas são:

Café Diário– Fernanda Motter – WinterShow destaca a importância de incluir o trigo na rotação de culturas;

Fatos do Iguaçu– Rodrigo Disnei – WinterShow: Em 2019, atenção especial para o uso de tecnologia e inovação no campo;

Na Hora Notícias– Kléber Erivelton Fernandes – Nova espécie de cevada é apresentada durante o WinterShow 2019;

Revista do Produtor Rural– Manoel Godoy – WinterShow 2019

Secretaria de Comunicação de Guarapuava – Ana Lígia Sena – WinterShow 2019 – recorde de expositores e público.

Dez veículos enviaram 22 trabalhos para a categoria Jornalismo impresso ou online, que tem como finalistas:

Correio do Cidadão– Douglas Meurer Kuspiosz – Inovação garante produtividade e rentabilidade nas culturas de inverno;

Extra Guarapuava– Fábio Augusto Forni Carvalho – A promoção da produção agrária que valoriza o presente e o futuro foi foco de discussões durante a décima sexta edição do WinterShow;

Paraná Central – Paulo Esteche – Imperatriz, a cevada cervejeira do futuro;

Revista do Produtor Rural – Geyssica Reis – WinterShow 2019 teve como foco a inovação no agronegócio;

Site do Sistema Faep/Senar-PR– Antonio Carlos Senkovski – Dupla trigo-soja garante produtividade prolongada.

Para a categoria Material Audiovisual foram enviados oito trabalhos por quatro empresas de comunicação. Os finalistas são:

Café Notícias– Fernanda Motter – As novidades da maior feira de cereais de inverno do WinterShow 2019;

Fatos do Iguaçu– Andréa Alves e Adriano Leite Ferreira – WinterShow2019: Destaque ao cultivo e apresentação da Imperatriz, nova cultivar de cevada;

Na Hora Notícias– Kléber Erivelton Fernandes – WinterShow chega a 16. edição e o potencial da produção de trigo é o assunto de destaque;

Na Hora Notícias– Kléber Erivelton Fernandes – WinterShow: um espaço de aprendizado e incentivo ao cultivo de cereais;

Na Hora Notícias– Kléber Erivelton Fernandes – WinterShow: um espaço de geração de negócios.

A categoria Reportagem radiofônica contou com nove trabalhos e tem como finalistas:

Café Notícias– Fernanda Motter – Série de reportagens WinterShow 2019;

Café Notícias– Fernanda Motter – WinterShow – um espaço para geração de conhecimento;

Correio do Cidadão– Douglas Meurer Kuspiosz – 16. edição do WinterShow é realizada em Guarapuava;

i-Política– Alexandre Pessoa – Da cevada à cerveja;

Na Hora Notícias– Kléber Erivelton Fernandes – Nova espécie de cevada é apresentada durante o WinterShow 2019.

Já a categoria Universitários tem como finalistas:

Ágata Neves – As vertentes do WinterShow;

Fábio Augusto Forni– Um breve olhar pela tecnologia existente no campo;

Matheus Buongermino– O agronegócio tecnológico e sustentável a serviço dos produtores rurais;

Priscila Pollon Galina– WinterShow disruptivo;

Ygor Lemes Dores– WinterShow sobre rodas.

Os trabalhos finalistas foram definidos após avaliação dos inscritos por um júri técnico formado por professores da Unicentro (Universidade Estadual do Centro-Oeste), da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), da UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso), da UFU (Universidade Federal de Uberlêndia), da Ufac (Universidade Federal do Acre), e da UFPR (Universidade Federal do Paraná), além de profissionais da Intercom (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares em Comunicação) e da afiliada de Chapecó da NSC.

Nesse ano, o júri foi composto por Aleta Dreves, Alexandre Lara, Ariane Pereira, Danny Jessé Nascimento, Edna Mello, Fernando Almeida, José Carlos Fernandes, Letícia Ferrari, Luãn Chagas, Lucas Thimoteo, Marcio Fernandes e Mirna Tonus da área de Comunicação e pelo professor Marcelo Cruz Mendes, de Agronomia. Os primeiros observaram os méritos informativos das peças em suas especificidades. Já o segundo avaliou a correção das informações técnicas contidas nas reportagens.

 

Comentários