VACINA JÁ

UPA do Batel vive horas de pavor com queda de energia e falha no gerador

Pacientes intubados ficaram com os aparelhos desligados; gerador voltou "minutos depois"

Sábado, 22 de maio de 2021

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Batel, em Guarapuava, foi atingida pela queda de energia elétrica na madrugada deste sábado, por volta das 3h30. Com isso, todos os equipamentos onde estão pacientes com Covid-19, alguns intubados, foram desligados automaticamente. O gerador de energia não funcionou no automático, como deveria acontecer, e só voltou a operar momentos depois.

Há informações, a serem confirmadas, que duas mortes ocorreram nesta noite na UPA do Batel.

Em nota à imprensa, a Prefeitura afirma que a queda de energia elétrica foi provocada pela tempestade e raios que atingiram a cidade na madrugada, interrompendo o serviço que é fornecido pela concessionária Energisa.  Um raio, segundo a nota, “também danificou o gerador próprio de energia da unidade que levou alguns minutos para voltar a funcionar”.

Os médicos e auxiliares tiveram que pedir apoio de uma unidade móvel do SAMU para atender os pacientes.

SECRETARIA APURA “EVENTUAIS FALHAS”

Nas redes sociais, circulam informações diversas levantando a suspeita de falha no gerador de energia elétrica. Citam fontes de dentro da própria UPA. Segundo esses comentários, o sistema automático do gerador estaria desativado, fazendo com que o equipamento não cumprisse sua função, que é entrar em operação para suprir a falta de energia na rede pública.

Estes mesmos comentários dão conta de que os profissionais que estavam na UPA entraram em pânico, sem saber o que fazer, até que a energia fosse restabelecida e obrigando-se a pedir auxílio de uma equipe e ambulância do SAMU.

De acordo com a nota da Prefeitura, o “raio danificou o gerador”, que “levou alguns minutos para voltar a funcionar”, recorrendo à equipe do SAMU “para manter a assistência aos pacientes”.

Um diretor da Secretaria Municipal da Saúde, consultado pelo Portal Paraná Central, garante que as mortes ocorreram “depois que a energia elétrica já tinha se restabelecido”.

“Apesar disso, a Secretaria de Saúde irá apurar as eventuais falhas que afetaram os serviços”, complementa a nota oficial da Prefeitura.

Comentários

-->