Geral > ELEIÇÕES 2024

Até 8 secretários municipais podem sair para concorrer ao Legislativo

Prazo de desincompatibilização vence em 6 de abril, seis meses antes da eleição

25/03/2024

O prefeito Celso Góes já pensa em nomes para uma reforma administrativa com a inevitável saída de secretários municipais que irão concorrer às eleições do dia 6 de outubro. Por força da lei, os pretendentes são obrigados a se desincompatibilizar dos cargos até 6 de abril, seis meses antes do pleito municipal. 

Além da indicação direta do prefeito, os secretários que deixam os cargos estão procurando deixar substitutos de confiança. Uma das Secretarias mais cobiçadas é a da Educação, cujo titular, vereador licenciado Pablo Almeida, já gravou vídeo de despedida da cadeira que ocupa desde o início da gestão Celso Góes. Almeida também aproveita a “janela partidária”, transferindo-se do Podemos para o PP. Ele é o vereador mais votado da atual legislatura, perto de 2.200 votos, e entrará no lugar do suplente Cezar Malusa.

Sob a batuta do secretário da Educação, estão cerca de 3.500 funcionários, incluindo todo o magistério municipal, e 19.500 estudantes, que é o equivalente ao mesmo número de famílias ou multiplicado no mínimo por dois (pai e mãe, em torno de 40.000 pessoas) quando se trata de mensurar o potencial de eleitores.

POSSÍVEIS NOMES

O que mais se comenta é que Pablo Almeida será substituído na Secretaria por seu assessor mais próximo, o professor Gerson Poleze. O secretário adverte, no entanto, que a “escolha final é do prefeito”.

A secretária Rita Felchak (Cultura), recém-filiada no MDB, já sente os ares da campanha eleitoral. Tudo indica que o atual diretor da Secretaria, Christian Lucas, será o substituto. 
Secretário da Habitação, Danilo Dominico tornou-se vereador titular com a morte do ex-presidente da Câmara João do Napoleão. Vai voltar ao Legislativo para ser candidato novamente e deve ceder lugar ao técnico José Edilson, funcionário de carreira da Pasta. 

Também estão na lista de possíveis pré-candidatos a vereador os seguintes titulares: Germano Alves (Meio Ambiente, deverá ser substituído pelo agrônomo e advogado Vinicius Milazzo), Milton Roseira Jr (Esportes, pelo futebolista Toninho Paraná), Elenita Lodi (Assistência e Desenvolvimento Social, por técnica da Secretaria), Doracy Lui (Executiva, por Antônio Carlos Martini Mino, atual diretor da Proteger) e Itacir Vezzaro (Agricultura, por técnico da Secretaria).

AVALIADOS

Exceto Pablo Almeida, Rita Felchak, Danilo Dominico e Germano Alves, nenhum dos outros secretários têm confirmação oficial. Os nomes são ventilados porque as Secretarias são consideradas as “mais populares” e as candidaturas contribuem para encorpar as legendas partidárias. Com esse pensamento, acredita-se que Milton Roseira Jr tem popularidade no meio esportivo, assim como Elenita Lodi entre camadas sociais atendidas pela Assistência e Doracy Lui entre o funcionalismo público municipal. 

Já Itacir Vezzaro, ex vice-prefeito na primeira gestão de Cesar Silvestri Filho, atenderia apelos do deputado estadual Artagão Jr (PSD), que está momentaneamente afastado do prefeito Celso Góes. Cogita-se que Vezzaro pode ser candidato a vereador ou até mesmo a prefeito ou vice-prefeito na composição com outro partido. Para isso, não precisa deixar a Secretaria agora, fazendo o mesmo que a secretária Janaína Naumann (Desenvolvimento Econômico), que tem até junho (quatro meses da eleição) para selar seu futuro político. 
 

    ;

    Últimas Notícias